Notícias

COMO LIDAR COM CRISES PROFISSIONAIS


RECALCULANDO A ROTA





As crises profissionais podem ocorrer por diversos motivos. Muitas vezes atribuímos nossos problemas a uma crise de mercado, dificuldades de relacionamento ou mesmo ao ambiente de trabalho. Mas algumas vezes as crises são o reflexo de questões mais pessoais e relacionadas às nossas expectativas.

Nas últimas décadas, com os avanços tecnológicos e dos meios de comunicação, as relações de trabalho foram bastante modificadas. Tanto nos processos de seleção quanto no processo de planejamento de carreiras, o protagonismo dos profissionais é cada vez maior. As vagas e possibilidades de trabalho também estão em plena expansão, as opções se multiplicaram e estas mudanças não estão nem perto de terminar. Estima-se inclusive que em 20 anos, 47% das vagas de trabalho desaparecerão e que 65% dos estudantes de ensino básico irão, no futuro, trabalhar em empregos que ainda não existem. Estas novas relações de trabalho, unidas as novas tendências sociais apontam uma nova maneira de enxergar o trabalho, não mais como um fardo pesado para garantir sustento e atingir a aposentadoria, mas sim como uma realização com propósito, causa e um caminho no qual se agrega felicidade e bem-estar dia após dia.

Desta forma fica claro que a formação e preparo para o futuro é bastante difícil de ser estruturado. Hoje já se vê um grande choque de gerações, no qual a antiga ideia de bom emprego, que valorizava carteira assinada e muitos anos trabalhando na mesma função e empresa, não corresponde às ofertas com que os novos profissionais se deparam ou mesmo sonham para seu futuro profissional. A estas mudanças se aliou a multiplicação de cursos profissionalizantes, de graduação e pós-graduação em diferentes áreas e que, além disso, devido à interdisciplinaridade exigida pelo mundo do trabalho, permitem inúmeras “combinações” entre si, dificultando a escolha da nova geração. Acontece que esta mesma dificuldade pode ser a salvação de um profissional em crise.

Especialistas indicam que a maioria das crises profissionais, tanto de escolha no início da carreira quanto as readequações necessárias aos profissionais que deixaram de se identificar com seu trabalho podem ser resolvidas com o uso da inteligência emocional, autoconhecimento, atualização profissional e planejamento. O mesmo vale para crises de mercado, uma vez que conhecer bem suas habilidades e vocações permite ao trabalhador se reinventar a partir do que lhe traz felicidade e conquistar novas oportunidades.

 

Algumas dicas podem ajudar a enfrentar crises:

  • Assumir a responsabilidade e analisar o mercado: em momentos críticos faz-se necessário analisar a situação afim de compreender as causas da crise. Muitas vezes neste processo, a tendência é procurar culpados para não assumir as próprias falhas. Neste sentido, vale a pena analisar as empresas de maior sucesso e comparar os perfis dos profissionais delas com o seu próprio perfil. Desta forma será possível compreender suas falhas e da sua empresa e, a partir daí, traçar um plano de recuperação ou lançar-se em busca de novas oportunidades.
  • Se manter atualizado: de nada adianta analisar o mercado e não se adequar a ele. As empresas que mais crescem são as que investem em sustentabilidade, inovação e têm boa estrutura financeira. Para enfrentar a competitividade durante a crise é necessário que o profissional, além de cursar especializações sobre suas funções, também agregue conhecimentos nestas áreas.
  • Coragem e planejamento: Quando a crise profissional parte de uma crise pessoal como a insatisfação com a profissão, a perda de identidade profissional ou mesmo a falta de retorno financeiro, muitos profissionais se deparam, após a definição de novos objetivos, com a falta de experiência no ramo escolhido e, consequentemente, salários mais baixos. Por isso é necessário planejar muito bem a mudança de carreira para evitar que os novos sonhos acabem por intensificar a crise.
  • Acionar rede de contatos: as novas maneiras de contratar das grandes corporações são bastante inovadoras, mas as indicações ainda são bastante utilizadas. Em tempos de crise muitas empresas renovam o time para garantir mais produtividade e inovação. Ex.: colegas de trabalho ou de cursos que você já tenha feito podem ter dicas valiosas para que você encontre um novo desafio profissional.


 

Em qualquer hipótese, é imprescindível compreender que hoje em dia as carreiras profissionais são criadas a partir da trajetória pessoal de cada profissional. Desta forma, seus talentos e habilidades são seus diferenciais e a principal bússola para indicar o caminho certo no mundo profissional. Neste sentido, a análise atenta, a reflexão e a paciência são seus aliados para recalcular as rotas sempre que necessário. 

 

Conte com a Unigran Europa para alçar novos voos!